CRMV - MT

Nota técnica nº 001/2015 CRMV-MT

aviso-CRMV

Nota Técnica sobre a Resolução 1069/2014 do Conselho Federal de Medicina Veterinária.

 

 

ffff

 

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DE MATO GROSSO

CRMV-MT

 

NOTA TÉCNICA Nº 001/2015/ASSTECNICA/CRMV-MT

Nota Técnica sobre a Resolução 1069/2014 do Conselho Federal de Medicina Veterinária.

INTRODUÇÃO:

A presente nota técnica descreve o detalhamento e a orientação sobre o que versa a Resolução 1069/2014 do CFMV, que dispõem sobre diretrizes gerais de Responsabilidade Técnica em estabelecimentos comercias de exposição, manutenção, higiene, estética e venda ou doação de animais, esclarecendo quais pontos que serão fiscalizados e como o responsável técnico e o estabelecimento comercial irão comprovar ao CRMV-MT o cumprimento e execução da mesma, visando garantir o bem estar animal assim como a segurança da saúde pública.

I – Dos estabelecimentos:

Segundo a Resolução 1069/2014 todos os seguimentos e estabelecimentos envolvidos com a exposição, manutenção, higiene, estética e venda ou doação de animais, deverão estar devidamente registrado no sistema CFMV/CRMVS com Médico Veterinário como responsável técnico, estão obrigados ao cumprimento desta resolução, conforme previsto nos artigos 1º e 2º da mesma

II – Dos animais:

Segundo a Resolução 1069/2014 os grupos taxonômicos a que a mesma se refere são: mamíferos, aves, répteis, anfíbios e peixes, conforme artigo 4º da mesma.

III - Das obrigações do Responsável Técnico em relação a;

1-Instalações e locais de manutenção dos animais:

Segundo a Resolução 1069/2014 as instalações e/ou locais de manutenção dos animais devem proporcionar aos mesmos um ambiente livre de excesso de barulho, com luminosidade adequada, livre de poluição e de situação que causem estresse, garantindo conforto, segurança, higiene e ambiente saudável aos animais.

Para a garantia do cumprimento deste item no momento da fiscalização o CRMV-MT irá aplicar uma lista de verificação, onde verificará as condições das instalações e/ou locais de manutenção dos animais, conforme artigo 5º da resolução.

Terá o RT que apresentar planilhas diárias:

$1ü  De controle de temperatura dos locais onde os animais estiverem acondicionados;

$1ü   De controle do oferecimento de alimento e água aos animais;

$1ü  Local adequado para o animal dormir.

 


 

 

ffff

 

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

 

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DE MATO GROSSO

 

CRMV-MT

 

 

 Deve também o RT assegurar que o local de alojamento dos animais expostos a venda seja adequado, confortável, seguros para evitar acidentes, incidentes e fugas evitando também a  superlotação dos mesmos.

 

2 – Aspectos sanitários:

 

Segundo a Resolução 1069/2014 deve-se evitar a presença de animais com potencial risco de transmissão de zoonoses ou doenças de fácil transmissão para espécies envolvidas.

 

Para a garantia do cumprimento deste item no momento da fiscalização o CRMV-MT irá aplicar uma lista de verificação, onde verificará as condições sanitárias, conforme artigo 6º da resolução.

 

Terá o RT e o estabelecimento que apresentar:

 

$1ü  Programa de higienização constantes das instalações, através de planilhas;

 

$1ü  Programa de imunização dos animais; através da apresentação da carteira de imunização e  desvermifugação dos animais expostos a venda ou doação;

 

$1ü  Comprovante de controle integrado de pragas, convênio;

 

$1ü  Programa de descarte e destino de resíduos;

 

3 – Locais onde os animais são submetidos a procedimentos de higiene e estética:

 

Segundo a Resolução 1069/2014 o responsável técnico deve supervisionar a elaboração de Manual de Boas Práticas, observadas as exigências contidas no manual de responsabilidade técnica do CRMV-MT, conforme artigo 7º da mesma.

 

Terá o RT e o estabelecimento que apresentar no momento da fiscalização o Manual de Boas Práticas do estabelecimento.

 

4 – Da venda ou doação de animais:

 

Segundo a Resolução 1069/2014 o responsável técnico deve, conforme artigo 8º:

 

$1ü  Comprovar que foram dadas ao adquirente de animais as informações sobre hábitos, fatores estressantes, espaços de recintos, formas de ambientação e demais cuidados específicos sobre a espécie que está à venda ou para ser doado.

 

$1ü  Garantir a comercialização somente de animais devidamente imunizados e desvermifugados, considerando o protocolo de cada espécie;

 

$1ü  Deve orientar sobre a formalização de termo de contrato de compra e venda ou doação;

 

$1ü   Deve orientar que se previna o acesso direto aos animais expostos; ficando o contato restrito a situação de venda eminente.

 

$1ü  Deve também verificar a identificação dos animais de acordo com a espécie, conforme legislação; 

 


 

ffff

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DE MATO GROSSO

CRMV-MT

 

$1ü  Dispor de  carteira de imunização emitida por médico veterinário de todos os animais em exposição ou criação;

$1ü  Assegurar que os animais com alteração comportamental decorrente de estresse sejam retirados do local de exposição e mantido em local tranquilo e adequado até que voltem a normalidade;

$1ü  Exigir documento auditáveis que comprovem a origem e sanidade dos animais;

$1ü  Não permitir a venda ou doação de femeas prenhes e animais que tenham sido submetidos a procedimentos proibidos pelo CFMV; como por exemplo, caudectomia, conchectomia, onicectomia, cordectomia e outras que possam ser proibidas ou que o RT considerar ato de mutilação e maus tratos;

Terá o RT e o estabelecimento que manter um arquivo com copias de documentos da movimentação da origem, venda ou doação de animais, contendo dados sobre a venda ou doação, dados dos animais, cópia das carteira de imunização e documento de procedência dos animais expostos a venda ou doação para a comprovação do cumprimento exigências deste artigo quando da fiscalização.

Com relação ao contato restrito aos animais expostos a venda neste caso o RT deve assegurar que o local de exposição seja protegido do contato direto com os clientes, e que o mesmo seja seguro, protegido do excesso de barulho e limpo.

5- Da inspeção diária obrigatória do bem estar e saúde dos animais:

Segundo a Resolução 1069/2014 o responsável técnico deve assegurar a inspeção diária do bem estar e saúde dos animais, conforme artigo 9º da mesma.

Terá o responsável técnico que realizar treinamento do pessoal e fazer registro desta atividades, que será exigida no momento da fiscalização;

Terá o RT que criar um protocolo para comunicar o registro de qualquer alteração no estado do animal e as medidas cabíveis (procedimento padrão); será exigido no momento da fiscalização;

Terá o RT e o estabelecimento que apresentar controle de ecto e endoparasitas, através de planilha de controle;

6- Da obrigação do Responsável Técnico de comunicar formalmente ao estabelecimento as irregularidades identificadas e as respectivas orientações saneadoras:

Segundo a Resolução 1069/2014 o responsável técnico fica ainda obrigado a comunicar formalmente ao estabelecimento as irregularidade identificadas e as respectivas orientações saneadoras, conforme artigo 11º da mesma e sem prejuízo das obrigações e deveres contidos nos manuais de responsabilidade técnica do CRMV-MT.

A caso o estabelecimento não atenda as orientações do mesmo, este deverá comunicar ao CRMV-MT, conforme parágrafo primeiro do mesmo artigo;

 


 

 

ffff

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DE MATO GROSSO

CRMV-MT

Terá o responsável técnico que manter arquivada documentação comprobatória desta ação, quando da fiscalização;

IV – Das obrigações dos estabelecimentos comerciais:

Segundo a Resolução 1069/2014 os estabelecimentos devem manter a disposição do sistema CFMV/CRMVS, pelo prazo de 2 (dois) anos, os registros de dados relativos aos animais comercializados, conforme artigo 10º da mesma.

Será cobrado conforme necessidade durante a fiscalização esta documentação.

A resolução do CFMV 1069/2015 foi publicada em 12/01/2015, excepcionalmente no Estado de Mato Grosso, o CFMV a pedido do CRMV-MT estas exigências passarão a ser efetivamente cobradas a partir de 15 /06/2015. Prazo suficiente para adequações e treinamento.

Cuiabá, 25 de janeiro de 2015.

CRISTIANE DA SILVA CAMPOS

Médica Veterinária CRMV-MT 2165

Assessora técnica e Administrativa do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Mato Grosso.

 

 

 

 

  CRMV-MT © 2013

  Rua Choffi, nº178 - Santa Rosa
  Cuiabá-MT / CEP 78.040-085
  Fone/Fax: (65) 3634-4351 / 5800